Sentido

guiaespiritualConta-me um segredo em plena noite de tempestade. Tempestade de astros, de tudo que é oculto, de tudo que é hermético e talvez de algum deus solto, perdido no universo.

Sê inteiro, mestre, poeta a exaurir o pouco de desejo que me resta, a resgatar os dons do homem superior.

Prega meus sonhos em tua parede fria e oca, para que eles recaiam sobre minha cabeça e adejem pelos meus sentidos.

Dá-me um nome, um símbolo, um contraste qualquer, porém sutil. Grita com tua áspera e chama-me, que ao teu encontro irei…mesmo que sejas vento, mesmo que sejas nuvem.

Se amor fores, és tu quem dirás.

Se mera ilusão deixares, ao menos pouco me darás.

Contudo, se a morte for teu ledo suplício, em ti ficarei em paz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s