Para viver

Pouco me importam os suicídios diários,
quero paz no meu momento.
Ignoro as dores que se alastramdawn-landscape-mountains-nature-large
e sigo o beco com o olhar atento

Quis poupar o seu orgulho,
mas deparei-me com meus medos
E encontrei seu vulto calmo
disfarçado por segredos.

Agora o mundo ainda gira
e o juramento a  se dissipar,
enquanto as mágoas amanhecem,
os prantos tornam a cessar.

2 comentários sobre “Para viver

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s