Hoje o samba saiiiiiiu

Chico-Buarque-retrato-6

Cresci ouvindo sua poesia, protesto, às vezes grito, ora malícia…sentava em frente ao “toca-fitas” e tentava entender as comparações, confusões e dança dos tijolos em “Construção”. Decorei a letra de “Apesar de você” e cantava ao violão com meu irmão, frustrada por não ter vivido nessa época para ironizar junto com ele a situação política do país. Cansei de ouvir na voz de minha mãe “Quem te viu, quem te vê” e até hoje canto a plenos pulmões tentando imitá-la (“Hoje o samba saiiiiiiiiiu”), agora sentindo na pele os conceitos de separação, saudade e lembranças, de que eu não fazia idéia antes. “Acalanto”, numa versão masculinizada, é uma canção que uso hoje para ninar meu pequeno. Até hoje me pergunto “O que será…”. Sabia todas as letras do disco de 1978, tendo ouvido incontáveis vezes…morria de vergonha de cantar “O meu amor” e me perguntava como ele era capaz de falar assim, com tanta facilidade sobre a intimidade de uma mulher. Perdi o compasso da música debulhada em lágrimas ao entender a letra de “Pedaço de mim”. Ria, toda entendida, de “Até o fim” e continuei rindo em todas as versões que vieram posteriormente. Ficava indignada com a rima de “Trocando em miúdos”: aluguel com leu. Tida como uma das músicas mais lindas que existe na minha eleição pessoal está “Eu te amo”, poema cantado. “Carolina” e “Samba de Orly” fazem parte do meu repertoriozinho escondido (quem sabe um dia…). Mesmo sendo admiradora, ainda me questiono como foi possível escrever pérolas como “Todo sentimento”, “Valsa brasileira”, “Joana francesa”, “Olhos nos olhos”, “João e Maria”. E esse álbum último que me comove cada vez que escuto, porque foi o álbum que me levou à realização de um sonho: vê-lo cantar ao vivo. Trechos como “sem você é um silêncio tal que ouço uma nuvem a vagar no céu ou uma lágrima cair no chão” ou como a maravilhosa “Se eu soubesse” (“Casava com outro se fosse capaz…te abandonava prostrado aos meus pés”) são tão ele. Quem escreve prostrado? Tão Chico. Inquebrável (mas “macio”) compositor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s