Se

“Se alguém por mim perguntar, diga que eu só vou voltar quando me encontrar…”
(Cartola)

Se eu pudesse escolher um momento, não tenho dúvidas de que escolheria o eterno.

Se me fosse concedido um dom, como eu queria poder voar! Contraditório, pois morro de medo de altura…

Se eu fosse uma voz, optaria pelo maior grito do universo.

Ao me eleger uma oposição, nada melhor do que o anjo que cai. Continuar lendo