Carta ao livro

“Um livro é a prova de que os homens são capazes de fazer magia.”
(Carl Sagan)

Querido amigo

Estou esgotada ultimamente, mal tenho forças para fazer-lhe companhia e dói-me o coração tê-lo tão contíguo todos os dias, tão desimpedido e destinar a você conversas tão curtas. Acredite, embora nem sempre eu o carregue, você me acompanha ao longo do dia, nem que seja em minhas aventuras mentais. Continuar lendo

Introdução às sombras

candle-335965_640

Sei que há algo muito distante a ser buscado e que as palavras, místicas ou falsamente racionais, não podem ainda desvendar.

“Por isso me dispo…”. Por isso, apresento-me tal qual eu possa compreender-me (ou pelo menos tentar), com todas as minhas dúvidas, angústias, desejos; com todas as descobertas que estão gritando; com toda a nudez de instantes de intensa inconsciência, empenhada em respeitar minhas vontades, sem, no entanto, ferir o mundo ao redor.

Aventuro-me em mim mesma e no que a natureza tenha de mais hermética em si. Aventuro-me nos olhares sem limites, na solidão de apsentos que gemem, nas aspirações colocadas em prática, com os instrumentos mais próprios do homem: sabendo, querendo, calando e ousando.

Que assim seja, para o bem de todos.

História de Amor

sol e lua

Um tanto incerto de si tentou me afastar, enxotar mesmo, afugentar-me do seu curso. Eu, portanto, vagamente inclinei meu rastro para o sentido contrário, mal percebendo que seguia um círculo que orbitava em torno de você. Entre auto-reprimendas, castigos fictícios e certezas apenas teóricas, convenci-me a ficar por ali, em seu abraço, junto ao calor de seu corpo, que agora cuidava de mim, meio assim, para o resto dos dias. Continuar lendo

Sacarlet Moon Blogger Award

premio_scarletmoonlogo

Fui indicada pelo Kambami para responder uma pergunta dessa TAG:

O que mais te interessa na blogosfera, em relação as matérias?

O que me pega mesmo, faz parar para ler, mesmo que eu esteja fazendo dezenas de outras coisas ao mesmo tempo, são textos autorais, não só por distração, mas para conhecer melhor o outro. Não é isso, Kambami, conhecendo e aprendendo?! Obrigada, obrigada e obrigada pela indicação.

Como escreveu Fernando Sabino, “A convivência é feita também de silêncio, e distância.”

E aos seguintes blogs:

Fabulonica20 minutos atrasado para ser quem eu souO eu insólitoPatriamarga,  Casuismo e Reflexões e Angústias.

estão convidados a responder às seguintes perguntas, inspiradas em Clarice Lispector:

  • Qual defeito sustenta seu edifício inteiro?
  • A força dessa diva estava na solidão. E a sua, onde reside?
  • Qual é um grande acerto de sua vida que tenha nascido de um erro?

Abraços.

Sisterhood of the World Bloggers

sisterhood

Fui indicada pela Silvia Souza do Blog Reflexões e Angústias para essa TAG, onde responderei a algumas perguntas. Demorei, Silvia, porque ô treco difícil esse de falar de mim mesma!

As regras da TAG são:

  • Insira o logotipo da Tag;
  • Agradeça e marque o Blog que te indicou;
  • Responda dez perguntas;
  • Indique dez blogueiros e avise-os;
  • Crie dez novas perguntas para os indicados.

Continuar lendo

Bloggers Recognition Award

espelhos

“Supor é bom – descobrir é melhor.” Mark Twain

Vou contar uma história curta: era uma vez uma mocinha tímida que usava todas as desculpas que encontrava para escrever: carta pra amigo, tropeçar numa pedra, olhar para o nada, olhar para si, solidão, os outros…e mantinha uma porta bem trancada para o mundo lá fora não encontrá-la, não adentrar seu espaço. Continuar lendo

Inverno

"O inverno cobre minha cabeça, mas uma eterna primavera vive em meu coração." (Victor Hugo)

“O inverno cobre minha cabeça, mas uma eterna primavera vive em meu coração.”
(Victor Hugo)

Sala vazia:
um oculto desejo viajando calado
por entre corpos e soluços
que aguardam sua hora

Hora perdida:
palavras jogadas em rostos que não compreendem,
não vêem a solidão,
não sentem o caos.
E seguem mesmo sem querer entender.

Sol que se apaga,
apesar da canção que insiste em nascer.
Amores suicidas encontrados em becos:
somente contrastes
num inverno sem luz.