Introdução às sombras

candle-335965_640

Sei que há algo muito distante a ser buscado e que as palavras, místicas ou falsamente racionais, não podem ainda desvendar.

“Por isso me dispo…”. Por isso, apresento-me tal qual eu possa compreender-me (ou pelo menos tentar), com todas as minhas dúvidas, angústias, desejos; com todas as descobertas que estão gritando; com toda a nudez de instantes de intensa inconsciência, empenhada em respeitar minhas vontades, sem, no entanto, ferir o mundo ao redor.

Aventuro-me em mim mesma e no que a natureza tenha de mais hermética em si. Aventuro-me nos olhares sem limites, na solidão de apsentos que gemem, nas aspirações colocadas em prática, com os instrumentos mais próprios do homem: sabendo, querendo, calando e ousando.

Que assim seja, para o bem de todos.