O quarto

room-984076_960_720

Escrevi isso em 05 de julho de 2001 e publico aqui para fechar esse ciclo de ritualizações antigas, pois perder-se é preciso, mas reencontrar-se é mais necessário ainda.

Não há grandes mudanças na paisagem vazia que é esse quarto. Ainda tento instalar nele alguns objetos que caracterizem um pouco de mim, mas me confronto com dois pensamentos. Primeiro: como torná-lo parecido comigo, se nele reina uma estabilidade inevitável, daquelas que mesmo removendo um livro ou mudando qualquer coisa de lugar, nada muda? Segundo: como torná-lo parecido comigo, se nem sei o que é ser como eu? Porque não sei o que sou. Continuar lendo