Sob medida

friends-966489_960_720

Quero ser a sua amiga
bem contígua, quase anexa,
abeirada em seu sorriso,
criando fronteiras com seus sonhos.
Quero mesmo é me avizinhar de suas lágrimas
e galgar suas glórias
bem rente ao seu abraço,
acercada do amor que lhe impregna
e tanto me enternece
e outro tanto me pertence.
Planejo até confinar-me no seu grito
se sombras nublarem sua direção.
Moverei o Sol se o brilho me cumprir.
Serei seu protesto adjunto
se o berro não puder impedir.
Mas quero ser ponto de pouso,
reduto de riso certo,
quartel para armá-la de vigor,
asilo para refugiar a mente
em desassossego.
Quero estar bem pertinho, num instante:
em qualquer segundo,
com urgência ou sem afobação,
mas sempre inadiável.
Não serei menos, nem mais.
Quero ser sob medida,
avizinhada em seu coração
(moradia irrestrita),
onde me abrigo em chuva e vento,
onde me aqueço em lucidez e fulgor.
É onde quero estar,
onde quero me encontrar,
onde para sempre irei habitar.

4 comentários sobre “Sob medida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s