8 anos

Esse post é extremamente pessoal. Mas como não homenagear essa data e não falar dele, que é a minha base e que me permite criar as minhas asinhas e seguir com as mãos livres?

_CR10016

Faça o favor de ficar. De não deixar tanta saudade ao partir. De trazer de volta um beijo molhado, a cada chegada. De olhar no olho e silenciar tudo ao redor. De desenraizar em mim o riso quando lágrimas de dor são expulsas. De não saber-se capaz junto a mim, para que germinemos juntos. De ter medo, tanto, mais ou menos do que eu, não importa a medida, pois ousaremos juntos quando a coragem irromper.

Faça o favor de fazer tudo isso igual, assim nós nos traduzimos em infinito. Assim, meus sonhos serão seus e permanecerei agarrando os seus como se houvessem nascido de mim. Assim, simples e perfeito, como o rosto de nossas duas estrelas, que nos sorriem, todos os dias.

Feliz 8 anos de casados, felizes lembranças, felizes planos e um eterno recomeço para nós. Muitos brindes como esse e que nosso amor continue transbordando da taça e dos abraços.

 

“E a chuva promete não deixar vestígio…”

evening-959030_960_720

Danço nua, sem pestanejar. Pouco sei ou muito sei, quem se importa?
Meu olhar é de sombra, quero mais é vaguear.
Bruxa de alma, feitiçaria no corpo, com inquietação na mente.
Meu momento tem que ser agora.
Muito deixo para trás, muito me segue, muito me enrosco, muito me enrolo.
Dou a volta, volta e meia. Sigo em frente.
Porque meu coração não me permite congelar.
É a saudade que me chama.
É a saudade que me faz continuar a andejar.
Trabalho para o tudo, o pouco me é muito vazio.
O nada nunca irá me tocar.