Brilha, brilha

"É necessário ter o caos cá dentro para gerar uma estrela." Friedrich Nietzsche

“É necessário ter o caos cá dentro para gerar uma estrela.”
Friedrich Nietzsche

Ontem fui nevoeiro, visão turva, com olhar estrangeiro, sem nem pressupor para onde me guiar.

Há uns dias fui trovão, gritando, rugindo. Afugentei quem se aproximava, e me guardei, não saí mais de mim por horas ininterruptas.

Madrugada que passou me trouxe escuridão, fez de mim sombra febril, sem desafios. Cortou-me a visão e pediu que esquecesse, que evadisse, que me tornasse brisa distante.

Mas hoje acordei estrela, ostentada na escuridão, brilhando eterna e tramando meu próprio caminho. Não vou sozinha, junto a mim, um séquito de orbes cintila em companhia, com claridade própria. E assim, não há limites para o nosso pequeno universo. Que se dispersa e sonha, ocupando cada milímetro desse céu.

Um comentário sobre “Brilha, brilha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s