O ano será seu

 

“Quero ver você não chorar,
não olhar pra trás…”

Fique tranquilo, você pode chorar sim. O quanto quiser, mas com algumas pausas para sorrisos; ou sorrisos com algumas pausas para lágrimas. Como quiser ou como puder.

Olhar para trás também será permitido. Só entenda que o passado ficou lá e que ele também torna você quem é agora.

Mas não se arrependa. Aprenda.

E se a dor nascer e, por alguma necessidade, você conseguir resistir, não se sinta obrigado a sorrir.

O amor, esse sim, só deve crescer!

E se, mesmo parecendo pequenino, sua sombra ostentar amplidão, erga-se, agarre a sua vida.

O ano será seu.

“Muito amor e paz pra você. Pra você.”

Pleno ano novo a todos, é o que interessa.

Feliz Ano Novo para quem já começou um novo ano

 “Não precisa
fazer lista de boas intenções
para arquivá-la na gaveta.
Não precisa chorar arrependido
pelas besteiras consumadas…”
(Drummond) 

O calendário alega que faltam 12 dias para 2019. Em breve será chegada a hora das retrospectivas: de repensar os altos e baixos, as fugas e delitos, vitórias e baques. O que há para fazer melhor após a virada da folhinha? O que deixar para trás, no ano velho? Que promessas assumir na agenda em primeiro de janeiro? Dieta, vida saudável, exercício físico, leituras, trabalho, mudar o estilo, cortar o cabelo, engravidar, fazer terapia, parar de beber, viajar, abrir as asas…?

Qual é a conclusão para 2018? Como você o resumiria? Continuar lendo

Para o ano novo

arch-896900_960_720

“Ano novo, vida velha. A vida é mais do que calendários, fusos ou órbita gravitacional”

(Carlos Heitor Cony)

É muito pedido à meia noite, muita retrospectiva, muita tinta de caneta gasta, muito tempo passado no celular a percorrer redes sociais, em busca do que se viveu ou de como ser daqui por diante.

Para o novo ano, não é que, de repente, haverá plena paz, nem justiça; nem os homens se entenderão e tirarão os olhos de seus umbigos, já que egotismo não se cura com calendário novo. Também não adianta achar que dá para sair às ruas de alma e bolso abertos a qualquer hora da noite, pois não é que a Constituição de repente haverá de ser cumprida.
Continuar lendo

Feliz ano novo

2016

“Quero ver você não chorar, não olhar pra trás…”.

Fique tranquilo, você pode chorar, sim. O quanto quiser, mas com algumas pausas para sorrisos, ou sorrisos com algumas pausas para lágrimas. Como quiser ou como puder.
Olhar para trás também é permitido. Só entenda que o passado ficou lá, e que também torna você quem é agora.

Mas não se arrependa! Aprenda.

E se a dor nascer e, por alguma necessidade, você conseguir resistir, não se sinta obrigado a sorrir.

O amor, esse sim tem que crescer!

E se, mesmo parecendo pequenino, sua sombra ostentar amplidão, erga-se, agarre a sua vida, o ano será seu.

“Muito amor e paz pra você. Pra você.”

Pleno ano novo a todos, é o que interessa.