Todos temos aquele amigo

“A amizade é uma alma com dois corpos”

(Aristóteles)

Amigo faz moradia dentro da gente, cava e cava buraco até se infiltrar de vez e depois perde a chave, faz pompa na vizinhança e se serve de todas as nossas reservas de carinho e, curiosamente, para ele, esses estoques parecem nunca se acabar.

Amigo sabe tocar na gente, literalmente falando: pega na mão, dá abraço de quebrar as costelas, puxa pelo ombro, acotovela-se todo para sair na foto e dá aquele tapinha de leve no braço, raras vezes deixa hematomas, te chamando de tolo por alguma bobagem dita.

De amigo exige-se Continuar lendo

Feliz dia do amigo

heart-762564_960_720

Quando o sorriso brilha em seu rosto, é meu coração que comemora.
Sorrio junto meio platéia, meio elenco.
Quando a escuridão lhe comprime o peito, avivo uma chama onde nem sabia existir lenha.
E espero, com os dedos cruzados, que a pequena luz guie e transforme sua mágoa em nova marcha.
Quando seus lábios se preservam em mudez, curvo-me ao seu silêncio, sem pressa.
Mas se sinto que há reticências, convoco, protesto, não me refreio, pois espaços em branco são uma deixa para reescrevermos a história.
E quando abrir bem alongados os braços, sei que os raios de sol irão lhe envolver.
Mas é meu abraço que reconhecerá, cravado e intenso, com sabor de todo dia.
Mesmo que seja noite.
Mesmo que seja tão longe.
Mesmo que se reflita em poesia.
Pois a noite tem desfecho.
A distância não tem começo.
E a poesia é só um meio de dialogar com sua alma,
meu amado amigo.