Duetos: Não me calo

silhouettes-1243746_960_720

Criei esse espaço “Duetos” para deixar eclodir a vontade de conhecer o outro, de desafiar-me a novas formas de escrita e para me aproximar daqueles que cultivam as palavras como companhia predileta, sejam escritores, devaneadores ou parceiros na vida que gostem de traduzir em verbos suas sensações.

O resultado está me trazendo um contentamento místico e a certeza de que escrever é o que quero fazer para o resto da vida.

A parceria de hoje é com o querido Cláudio El-Jabel, ou Kambami,  do blog UNOBTAINIUM, uma pessoa absurdamente expressiva, que se define como um “observador nato desde minha aparição”.

A fra94d6b43371c004dc3ccad9484d797457se de sua vida é “Quode natura date, Nemo negare potere (O que a natureza nos dá, não podemos negar)”.

Bom, o Cláudio aceitou esse desafio junto comigo e passamos semanas a descobrir que ponto abordar. Queríamos criar um diálogo da mente consigo mesma, em suas contradições e contestações, como alguém que instiga a si mesmo e reflete sobre suas dicotomias. Eis que surge um texto dele chamado “Ego” que era tudo que precisávamos desenvolver. E o resultado segue abaixo, cuspido (foi escrito muito rápido) e acho que, mesmo distantes, conseguimos nos misturar e fazer parte, os dois, da mesma consciência.

Cláudio, agradeço a você a disponibilidade e a firmeza em entrar nessa comigo. Segue o texto abaixo, convido a todos a uma leitura com a alma, puxem suas cadeiras e sentem-se. Continuar lendo

Tag SCARLET MOON BLOGGER AWARD

question-mark-1084522_960_720

Fui indicada pelo Marcelo Raymundo do blog Patriamarga (que eu sigo desde o meu início aqui na blogosfera) a responder essa tag com três perguntinhas. Além do respeito e admiração que tenho por ele, essa tag vai em homenagem a “vó” dele, cuja máxima é “Se você tem uma Tag para responder, então, responda logo! Porque, com certeza, vai esquecer”.

  • Qual é a sua maior qualidade?

Minha maior qualidade é ser eu mesma. Hmmmm, acho que essa resposta caberia bem numa pergunta “qual é o seu maior defeito?”. Mas vamos fingir que está tudo bem e seguir adiante…

  • Como lida com a solidão? Fez ou faz parte de sua vida?

Como eu já lidei com a solidão: chorando, fazendo terapia, escrevendo, reclamando, curtindo a solidão em tom derrotista. Hoje não deixo a solidão me abater…lido com ela como quem lida com uma amiga que vem fazer companhia de vez em quando: dialogando com ela.

  • Já abriu mão de algum sonho?

Sim! Já abri mão, já retomei a luta, já enganei os sonhos, dei uma fingida que não eram importantes, já esqueci.

Para fugir à regra, desafio algumas pessoas a responderem essa pergunta nos comentários ou em seu blog.

Você já abriu mão de um sonho por conta do excesso de solidão que estava sentindo?

 

O próprio Marcelo, do blog Patriamarga

Claudio, do blog Unobtainium

Sílvia, do blog Reflexões e Angústias

Ju Lima, do blog Fabulonica

Lucas palhão, do Blog do Palhão

Gustavo, do blog Gustavo Roubert